Ontem tive a oportunidade de participar de um evento feito de fãs para fãs focado em uma empresa de jogos. Desculpem-me jogadores, gamers e aficionados pelos seus consoles, mas, exceto pelos eventos de Pokémon que começaram tempos atrás e ainda hoje você encontra muitos mini-eventos por aí, desconheço qualquer outra empresa (e fãs) que dão tanto valor para seu produto aqui no Brasil quanto esta. Estou falando do Summoning Stone, um evento para fãs dos jogos da Blizzard.

Devo dizer que vi a Summoning quando ainda era um pedrinha de invocação, com a Lorie do site Wowgirl convidando a galera para participar de um encontro em Brasília. Na época fiquei chateado por não poder ir – afinal, sou de Curitiba, e meu emprego não permitia. Mas tive a oportunidade de ver esse encontro entre amigos evoluir e se tornar hoje um evento em crescimento acelerado. E devo dizer que achei ainda mais grandioso saber que o evento daqui de Curitiba era organizado por uma amiga minha de longa data que conheci por conta do WoW! É muito orgulho ver isso acontecer, sério mesmo.

Acabei indo pelo convite dos amigos, porque, sinceramente, estou parado com o WoW… Além de estar mal de dinheiro para manter a conta (expansão custa dinheiro), meu cooler da placa de vídeo fez o favor de me abandonar e me deixar com uma placa de vídeo inferior, que talvez até suporte o game tranquilamente, mas é a mesma que me deixava com lags extremos em cidades grandes, por exemplo; então prefiro dar um tempo nos MMOs.


Mas chega de história pessoal e ‘bora para o evento:
Acordei já com o barulho de chuva, afinal evento + Curitiba = tempo ruim, mas conforme a hora de sair ia chegando, a chuva tranquilizou; e, mesmo com ela, duvido que para os campeões de Onyxia, Arthas e até mesmo o maldito do Deathwing uma chuva não seria problema. ‘Bora para o evento, acabei atrasando uns 30 min ainda por cima. O Evento ocorreu no teatro da Livraria Cultura, no Shopping Curitiba; encontrei os amigos do Coletivo Cult e outros que estavam por lá. Cheguei quando estavam fazendo a palestra sobre os Poke…ops, sobre a nova modalidade de captura e batalha entre pets, e já tinha rolado concurso de Screenshot, e ação social, com o pessoal ganhando bottons ao trocar por Kg de alimentos não perecível.


Entre vídeos e palestras sobre as armas lendárias que fizeram fama no mundo de WoW, tivemos também as apresentações de dança, todas sensacionais, e algumas que fizeram o pessoal rir bastante. Quero parabenizar em especial a pessoa que fez a dança dos Blood Elfs; sério cara, sensacional, parabéns mesmo. Além das danças, presentes em tantos eventos da Blizz pelo mundo, tivemos também a apresentação de “vozerio”, com o pessoal soltando o gogó nas frases mais marcantes para todos os jogadores, e o torneio de cosplay, também de ótima qualidade, que teve como campeão um Tyrael que me fez pensar se ele conseguia enxergar algo com aquela roupa.
Mas algo que me trouxe nostalgia mesmo, e grande, não só a mim quanto a muitos que pararam para ver, foi um simples vídeo mostrando a história de um gamer e seu Night Elf Tank, na dúvida entre manter sua vida real e sua vida virtual. A vibração entre os espectadores me mostrou porque certas coisas é legal ver em grupo, torcer por algo, vibrar, saber o sentimento compartilhado tanto da tela quanto de tantos que estavam ali; mesmo sendo um vídeo simples sobre um jogador, nos mostrou como somos todos iguais, independente da idade, sexo, ou facção, criamos uma vida, compartilhamos com tantos outros e, mesmo nunca nos vendo, criamos amizades e experiências que muitas vezes saltam da tela e se tornam amizades reais do dia a dia, experiências que nunca aconteceram, mas que para você é o melhor momento de aventura em uma cadeira com seus amigos; não é muito diferente de assistir um filme, por exemplo, mas é estar nele, fazer parte dele, e melhor ainda, ter amigos com quem compartilhar isso ou que fizeram parte disto. Foi isso que eu senti vendo, e acredito que muitos tiveram a mesma ideia, assim como diferentes formas de pensar sobre o mesmo tema… O importante é que todos sentiram na pele tanto a perda quanto o reinício do personagem, e é isso que importa.


Fora as apresentações, devo dizer que conheço poucos organizadores tão animados com os seus eventos quanto a galera responsável por este, sabendo direcionar bem o público e fazendo-os participar. Parabenizo mesmo aos envolvidos, em especial por conseguir fazer o povo curitibano, conhecido como um povo “frio”, interagir. Devo dizer que, apesar de receosos no começo, se soltaram, e muito, durante as apresentações.

E não posso deixar de falar desses caras que conheço a um bom tempo, acompanhando sempre os seus videos, e, “carai!”, estavam ali! Porra, podem me chamar de “putinha”, mas é uma emoção muito estranha conhecer pessoas que você passou bom tempo acompanhando por uma telinha, e ver os caras ali perto, e, porra, gente fina pra caramba! Desculpem o palavreado, mas estou falando dos caras mais doidos do canal do Youtube Los Murlocos: Ezequiel “Velho” e Rafael “Chefe”. Tive oportunidade de conversar um tempo com eles, foram super legais comigo, gente boa mesmo, igual vemos a cada nova atualização na página deles. Sério, entre milhares de blogs, vlogs e afins, considero o melhor. Não é puxa saquismo não, esse bom humor que eles possuem é algo que faz deles os ótimos vlogueiros que tanto admiro, recomendo grandemente a página deles e, como falei para eles e falo aqui: “caras, nunca abandonem esse projeto”.

E, para concluir essa matéria, para fechar com chave de ouro, o evento encerrou com a informação que a Summoning Stone recebeu autorização da Blizz para organizar um evento nacional, provavelmente para o próximo ano, na cidade de São Paulo! Por enquanto só tivemos essa informação, então prometo a vocês ficar de olho, mas também podem fazer o mesmo na página da Summoning Stone no Facebook e na página dos Los Murlocos, porque isso é algo que interessa a todos nós fãs da Blizzard.

E, para concluir de vez, vou deixar uma sorte do dia que veio no meu biscoito da sorte pandaren, que foi dado no evento: “Você exercitará o relaxamento (e a paciência) seguindo o ofício da pescaria.”

Vídeo /AFK Trailer – Em inglês

E pode acompanhar o vídeo legendado em: https://www.youtube.com/user/AFKthemovie?feature=watch

Curiosidade: O busto da Sarah Karrigan e a Demon Hunter, são do artista e Cosplayer (o mesmo que estava de Tyrael) Daniel Künzle. Você pode ver mais trabalhos diretamente no facebook http://www.facebook.com/daniel.kunzle
As fotos são de Humberto Bruzetti, tripulante e aspirante a fotógrafo:mais fotos em breve em seu flickr  http://www.flickr.com/photos/humbertobz/

Aguarde também novas fotos no facebook do coletivo cult. facebook.com/coletivocult e os vídeos do “coletivo na estrada” em breve, no novo projeto aqui do site.

Acompanhe também:
http://blizzbrasil.com.br/
http://wowhelp.terra.com.br/
http://www.youtube.com/user/losmurlocos

Esse artigo é uma colaboração de Necrokure.