Um dos melhores jogos já feitos… ou não. Depende muito se você jogou os outros jogos da série. Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots é um jogo de ação/espionagem. Criado por Hideo Kojima, Shoyo Murata e Yoji Shinkawa, o jogo foi produzido pela Kojima Productions, exclusivamente para Playstation 3. É o sétimo jogo da série Metal Gear, o primeiro foi lançado a 22 anos atrás. O jogo foi lançado mundialmente em Junho de 2008, 10 anos depois do lançamento de Metal Gear Solid.

A história se passa em 2014, cinco anos após os incidentes em Big Shell (eventos que ocorreram no Metal Gear Solid 2). Guns of Patriots trás um mundo onde a intervenção militar em solo estrangeiro está proibida, aumentando a necessidade de Private Military Companies (Companhias Militares Privadas), as guerras são entre esses exércitos particulares para manter o comércio na guerra. A nanotecnologia tornou-se a tecnologia mais importante, aumentando as habilidades e sincronização dos soldados durante as batalhas táticas de guerra. O sistema nano tecnológico que os exércitos particulares usam é chamado de “Sons of the Patriots”. Os cinco maiores exércitos (Praying Mantis, Otselotovaya Khvatka, Werewolf, Pieuvre Armement e Raven Sword) são controladas por uma única companhia, chamada Outer Heaven, comandada por Liquid-Ocelot (irmão de Solid Snaker o protagonista da história). Reunindo um exército capaz de rivalizar com o americano, Liquid-Ocelot prepara uma revolta armada com o objetivo de tomar controle absoluto do Sons of Patriots. Com o mundo mais uma vez em crise, Solid Snake é “jogado” no Oriente Médio com a missão de eliminar definitivamente Liquid. O jogo se situa em cinco localidades: Oriente Médio, América do Sul, Leste Europeu, Shadow Moses e Outer Heaven.

Este é o plot inicial da História, mas se você já jogou os jogos da série sabe que não é só isso, principalmente quando se trata de Metal Gear Solid. Eu joguei o Metal Gear Solid 4 sem ter jogado os outros jogos da série e posso falar. A história do jogo não é nada “User friendly”, é difícil demais compreender a história e interpretar os fatos que ocorreram no jogo, pois alguns fazem referência aos antigos jogos.

Pontos positivos do jogo realmente são muitos, a jogabilidade é muito boa. O jogo é baseado principalmente em avançar nas fases de maneira furtiva e inteligente. O jogo tem uma visão em terceira pessoa com movimentação ótima de câmera, mas também permite jogar livremente no modo em primeira pessoa, com vários itens e armas diferentes que incrementam muito a jogabilidade, dando várias alternativas para finalizar um soldado. E não deixando barato vem a trilha sonora e os gráficos do jogo, isso sim é impecável, um verdadeiro trabalho de mestre.

Por mais que muitos fanboys digam que o jogo não tem pontos negativos Metal Gear tem sim alguns fatores que deixa o jogo muito maçante. O enredo é legal, é bem construído, mas a história do jogo tem muito tempo e no Metal Gear Solid 4 o jogo mostrando flash backs infinitamente gigantes durante o jogo. Durante o jogo eu pensei que eu os vídeos de 30 minutos era grandes, mas no final do jogo os vídeos finais, foram um filme em particular, eu sinceramente não consegui ver tudo de uma vez só, o final estava muito bem até os créditos, mas o filme depois dos créditos “vou te contar hein”!

Antes das notas curtam o trailer do game:

Notas do Jogo:

Jogabilidade: 9.5

O jogo tem vários elementos interessantes, que acrescentam muito a jogabilidade incrível de jogo.

Gráficos: 10

Gráficos impressionantes, com o melhor gráfico de personagens que já vi em toda minha vida, até agora.

Sons: 10

Trilha excelente, com músicas ótimas, o tema do old snake está na minha cabeça a bastante tempo.

Enredo: 7.5

O enredo é bom, mas é muito longo e para quem não conhece os outros jogos não é amigável.

Total: 9,25

Um jogo muito bom para você que não é fã da série recomendo que tenha um pouco de paciência com os vídeos gigantes, mas para você que gosta da série, vai amar o jogo. Eu recomendo.