Pokémon, também conhecido como Pocket Monsters (monstros de bolso) é uma das marcas mais lucrativas da Nintendo, mesmo não sendo desenvolvida pela mesma, pois toda a parte de criação sempre esteve a cargo da Game Freak, ficando a cargo da Big N a distribuição e o investimento financeiro. Quando Pokémon Red/Blue surgiu em meados do fim do século passado, ele arrebatou milhares de fãs pelo mundo todo com uma ideia simples, mas original e completa, entretanto, para aqueles que nunca mergulharem nesse mundo, a franquia não parece grande coisa.

Pois bem, nesse texto eu apontarei razões do sucesso de Pokémon, para tirar as dúvidas daqueles que ainda não se importam com esse jogo e relembrar o quão bom ela ainda pode ser para os que a abandonaram.

pokémon red screenshot

Pokémon Red/Blue – O primeiro gameboy era preto e branco

Mercado da época

A Nintendo tinha lançado o seu game boy, acompanhado de alguns jogos, como Tetris, que não foram suficientes para sustentar o console por muito tempo. O portátil da “Big N” começou a ter uma carência de títulos exclusivos, ganhando versões portáteis de jogos de consoles, que muitas vezes não eram nem a sobra dos originais, como os péssimos Castlevanias e aqueles que eram bons, porém cheios de limitações, como o Mario Land. Especialistas dizem que o cenário de portáteis não era favorável e a tendência era que o game boy fosse uma ideia descartada, sendo necessário que aparecesse um jogo que mostrasse que os portáteis eram necessários. Se quiser saber mais sobre essa parte, você pode ouvir nosso podcast sobre portáteis clicando aqui.

Perfeito para um portátil

Pokémon até hoje é uma das franquias que mais se aproveitam de estar em um console portátil. No lugar do jogador se colocar no papel do personagem, inicialmente o contrário é feito, pois no jogo, o protagonista carrega seus monstrinhos para todos os lugares, batalhando ou trocando pokémons, assim como o jogador que tivesse o cabo link poderia desafiar seus amigos e fazer trocas. Pokémon sempre foi distribuído em duas versões inicialmente, sendo que alguns monstros só aparecem em determinada versão e se você quiser ter todos, terá que trocar. Isso faz com que as pessoas sejam obrigadas a levantar a bunda da cadeira e usar a portabilidade do jogo, fazendo que você realmente se sinta como um treinador de pokémons de verdade.

Pokémon-Soul-Silver-Gameplay

Pokémon Heart Gold/Soul Silver – Remake de um clássico do gameboy que saiu para nintendo DS

Simples de jogar e difícil de dominar

É incrível como na primeira versão do jogo, várias coisas já estavam estabelecidas como os tipos, que funcionavam como um jogo de “pedra, papel e tesoura”, no qual um tipo tinha vantagens e desvantagens contra outros tipos. Um novato nem vai notar muito isso no começo, pois os tipos vão aparecendo aos poucos. Os primeiros pokémons geralmente são os normais e voadores, depois vai aparecendo os elétricos, de pedra, fogo, água e você aprende aos poucos que tipo tem vantagem ou não.

Uma boa dose de originalidade

Os ginásios, insígnias, tipos de pokémons, HMs, TMs e evoluções são conceitos únicos que vieram logo nas primeiras versões do jogo e alguns deles foram copiados por vários animes e jogos. A franquia é muito criticada por continuar fiel a essas bases preestabelecidas, mas novidades consideráveis foram adicionadas nas versões posteriores, como o sistema de “dia e noite” da Gold/Silver, cenários influindo nas batalhas do Ruby/Sapphire, o modo online do Diamond/Pearl, entre outras mudanças, que apesar de conservarem as raízes, mudam o modo de jogar.

Considerações finais

Não só de nostalgia vive Pokémon. Com o lançamento das versões X e Y, a franquia parece viver o seu auge no mundo dos games. Talvez até por ela não mudar muito alguns conceitos, as pessoas sabem o que esperar. Eu ainda acho um jogo empolgante, que conquistou seu respeito fazendo um bom serviço, no lugar de simplesmente querer entregar um título depois do outro a cada ano, coisa que muitas empresas não resistem em fazer.

Não joguei o X e Y ainda, mas estou com vontade. E você? Já está jogando a nova versão de Pokémon?

Pokémon X e Y

Pokémon X e Y – Mais novo título da franquia