“Em pleno 2015 fazendo análise do controle de Xbox 360?” – alguns podem se perguntar. A nova geração já está aí, seus novos controles já chegaram, mas ainda sim o do xbox 360 é um dos mais utilizados no computador e sei que assim como eu, muita gente está sofrendo com controles genéricos que não aguentam muito tempo e pensam em migrar para uma solução mais definitiva, então vou descrever aqui alguns pontos da minha experiência com esse equipamento.

Encaixe nas mãos

A primeira coisa que se nota inicialmente quando se toca o controle de Xbox 360, é como ele se encaixa nas mãos. Desde da primeira vez que experimentei o dual shock, não sinto um controle tão anatômico, com os botões e direcionais bem onde devem estar. Os gatilhos superiores parecem a evolução natural e escapam muito menos que os do dualshock 3. As direcionais analógicas estão muito bem posicionadas, deixando a mão mais espalhada pelo controle e pela direcional esquerda ser superior, faz com que a ponta do dedão, que tem maior precisão, seja utilizada para mirar, me fazendo entender finalmente aqueles “malucos” que jogos FPS no controle no PC. Embora ainda prefira o teclado e o mouse, o controle de Xbox 360 é ideal para quem quer jogar FPS ligando o PC na TV da sala.

controle de Xbox 360 004
Fácil instalação

Só plugar o receptor sem fio do controle na usb do computador e pronto, já vai buscar automaticamente o driver na Windows Update. O controle também vem com um CD de instalação caso tenha que instalar sem internet. Apanhei um pouco porque não havia percebido que existe um botão minúsculo de sincronização na parte superior do controle, mas nada que um tutorial na internet não tenha resolvido.

Suporte natural a jogos de Windows

Por ele funcionar nativamente com o Windows, vários jogos já reconhecem que você está utilizando um controle de xbox 360 e todos os comandos do jogo já funcionam sem precisar fazer nenhuma configuração, inclusive indicando na tela os botões.

Pilhas

Vejo muita gente na internet reclamando das pilhas e pensei que seriam um problema maior. Para a minha surpresa, existem baterias recarregáveis vendidas separadamente com uma autonomia de várias horas. Realmente poderia ter sido algo nativo, mas também não é como se não tivesse nenhuma alternativa. O Kit que comprei ainda veio com um cabo usb para carregar enquanto joga.

controle de Xbox 360 003
Péssima escolha do nome dos botões

Sei que isso ai já é um problema antigo e mesmo se a Microsoft quisesse, seria complicado mudar o nome dos botões já estabelecidos, porém colocar os mesmos nomes dos botões do Super Nintendo, mas em posições diferentes parecem uma “pegadinha do malandro” com os jogadores das antigas. Claro que é tudo uma questão de costume, mas inicialmente é um problema.

Direcional digital

Se tem um problema que não tem como resolver é o da direcional digital. Os jogos nativos do controle evitam utilizá-la em operações de maior precisão. Em “Mark of the Ninja”, por exemplo, mesmo sendo um jogo 2D, por padrão o personagem se movimenta na direcional analógica. O problema fica mais aparente quando jogamos títulos que não foram pensados para o controle, como Metal Slug, que muitas vezes quando queria atirar abaixado, ele virava para trás, me fazendo perder preciosa munição.

Vale a pena?

Se você não tem pressa, vai atualizar seu sistema operacional para Windows 10 e tem disponibilidade de pagar um pouco mais, talvez compense esperar a Microsoft lançar o suporte do controle do Xbox One sem fio para PC, que já foi prometido ou plugar via usb o controle do novo console da microsoft, entretanto o controle do Xbox 360 tem um bom custo beneficio e é uma boa alternativa para quem quer um controlador de jogos sem fio.