Eu tentei, eu juro que tentei. Mas é muito difícil achar um shoujo ou Josei que me interessem >.<
Mas já estão avisados, estou lendo tanto Kare kano quanto 07-ghost, próximo review será sobre um deles.


O motivo da falta do outro review deste mês também remete à minha incapacidade de ler Shoujos, eu achei que eu fosse terminar Kare kano a tempo então eu deixei atrasar um pouco e.e


Certo, vamos ao que interessa, Psyren:


  Psyren é um Shounen de gêneros Ação, Aventura, Ficção Científica, Romance e Sobrenatural. É escrito e desenhado por IWASHIRO Toshiaki.

  Sinopse: Yoshina Ageha é um estudante do ensino médio que oferece ajuda para os problemas de qualquer um por uma módica quantia de 10mil ienes. Ele se livra daquele maluco que te persegue, encontra seu animal perdido, o que você precisar. Um dia, enquanto caminhava para casa, atendeu a um telefone público que tocava. Mas a única coisa ouvida é o eco de sua própria voz. Após retirar um cartão com a inscrição “Psyren” da máquina sua vida muda para sempre.

////////////////////////////////////////////////////\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\
\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\//////////////////////////////////////////////////////

  Eu admito, eu não gostava da arte no início. Por mais que ela tenha de fato melhorado durante a estória o estilo se manteve o mesmo, eu simplesmente……me acostumei. Esse tipo de coisa acontece, quando a estória é boa você acompanha a série, a arte vai melhorando em algum momento você chega a gostar dela, é surpreendente. É por isso que eu digo para não basear sua opinião em uma impressão. Eu leio vinte capítulos de um mangá antes de desistir ou não dele, sempre.

  Voltando ao review, Psyren trabalha com poderes psiônicos, mas não algo simples como telecinese ou pirocinese, cada pessoa desenvolve o próprio poder. Isso é sempre interessante, desenvolve o senso de individualidade e permite aos leitores até imaginar o próprio poder(quando têm um pouco mais de imaginação e.e)
  Não é um mangá conceitual mas discute muito bem assuntos morais. As personagens são adolescente mas extremamente maduras. No entanto vou admitir que isso é algo chato para mim, eu entendo, são adolescentes para relacionar com os leitores mas só eu acho isso meio repetitivo? Isso a parte, são realmente bem montadas as personalidades.
  Há muita criatividade na escolha de poderes, eu acho isso importante, falta parar de fazer o protagonista com um poder absurdo. ‘-‘

  Isso não é o tipo de coisa que eu gosto de comentar nos meus reviews, mas é introduzido relativamente cedo no mangá e é interessante de se discutir. A estória ocorre, por certos motivos em um momento pós-apocalíptico, o que é sempre bom para demonstrar os maiores abismos, as partes das quais nós pouco conhecemos da natureza humana. Nessa parte eu acho que o mangaká deixa a desejar, há pouco aprofundamento na mente das personagens que não os protagonistas.

  No final das contas é um bom mangá de ação, de aventura, e incorpora poucos mas bons traços de romance. Boa leitura e relativamente rápida, tem pouco menos de 150 capítulos.

Ficha Técnica:

Título Original: Psyren

Gênero: Shounen 

Capítulos até o momento: 145
Status de publicação: Completo 
Escritor(es): IWASHIRO Toshiaki
Artista(s): IWASHIRO Toshiaki
Serializado em: Shueisha
Publicado por: Weekly Shounen Jump
Ano: 2007

Pois bem, eu ia instaurar isso no review de n° 15 mas eu gostei muito da idéia e decidi fazê-lo agora =D.
Darei notas a alguns quesitos que me parece de maior importância em um mangá, eu gostaria que vocês fizessem o mesmo (nos comentários) e que, se tiverem alguma sugestão, algum novo quesito a ser avaliado me digam, e eu posso colocà-los a partir do próximo review com os devidos créditos ^^.

Vamos lá:

Arte:                                  7.5
Conceito:                         7.5
Desenvolvimento:          8.0
Originalidade:                 7.0
Personagens:                 8.0

  Legenda:

Arte: Dãh……
Conceito: mensagem passada, idéia sobre a qual a estória é escrita.

Desenvolvimento: capacidade de manter a estória consistente, quando possível, surpreendente.
Originalidade: o quão inovativa é a estória. os elementos com os quais se trabalha.
Personagens: quão bem foram trabalhados, se há inconsistências em suas ações.

Caso alguém esteja se perguntando, há apenas 3 mangás dentre os mais de 100 que eu já li que receberam pontuação máxima em todos esses quesitos. A pontuação de psyren é mais que satisfatória, está na média quanto à tantos outros bons mangás, IMHO*.

*vejam no google ‘-‘

Bom falar com vocês, até o próximo Review o/