Ando notando uma crescente adoção a uma ideia que eu considero muito perigosa, embora tenha seus pontos interessantes também, que é o anarcocapitalismo, também conhecido como liberalismo radical. Eu não tenho nenhuma intenção de ser imparcial nesse texto, porque não consigo apoiar um movimento que considero tão ingênuo quanto o comunismo e que falha no mesmo aspecto: Pensar que todas as pessoas têm sempre as melhores intenções.

O anarcocapitalismo consiste em uma ideologia que aboli totalmente o estado, dando todo o poder para o mercado. As pessoas não precisaram pagar impostos, pois o mercado irá oferecer os melhores serviços, pelos menores preços, principalmente considerando que o estado é corrupto e te obriga a pagar por serviços que você provavelmente não quer ou pelo menos é isso que eles dizem. Pense só: Você pagaria esse absurdo de impostos em um serviço de saúde como o SUS? Não seria muito melhor o estado não te cobrar pela saúde e você poder pagar um serviço particular muito melhor? Garanto que vai até sobrar dinheiro.

Então o anarcocapitalismo é bom, não é? Não. O estatismo é uma porcaria, mas o anarcocapitalismo na pratica é uma mistura de coronelismo com uma pitada de barbárie. Vou citar os motivos de eu achar ele uma piada.

anarcocapitalismo_3

Tudo é propriedade privada

Tudo mesmo. Imagine só você ter que ir à padaria, a duas quadras da sua casa. Logo que sair, terá que pagar uma taxa por usar a rua e o cara vai cobrar o preço que ele quiser, pois afinal, você mora lá mesmo e não tem outra escolha. Até cartórios serão privados, sendo que sua casa pode estar registrada no seu nome em um cartório e registrado com o nome de outra pessoa em outro cartório, sendo que nem a garantia das suas poses você terá 100% de certeza.

A policia também é particular, que na pratica funcionam como milícias e se você tiver dinheiro para pagar gente o suficiente para te proteger, você está tranquilo, mas lembre-se que existem outras pessoas que vão criar exércitos particulares para invadir outros locais da cidade e não tem nada que pode te proteger, além do dinheiro, então é melhor que você tenha grana.

Ninguém garante nada

Sem o estado, a única lei que existe é a de “não agressão”, que basicamente é o seguinte: Tu mexeu comigo, eu te mato. No lugar de um complexo sistema de justiça, cheios de leis e exceções, com um órgão para impô-las, mesmo contra a vontade dos cidadãos, o anarcocapitalismo prega que se a pessoa não cause nenhum mau para alguém, pois se ela o fizer, você tem direito de retrucar do jeito que achar melhor. Por exemplo, se o cara te deu um soco, você pode sacar um revolver e mata-lo, a culpa foi dele de quebrar a única lei que existe. Pode parecer até interessante para alguns, mas não se esqueçam de que o estado não existe e não tem ninguém para garantir que essa lei vai valer, então se sacar o revolver, a escolta armada dele pode atirar contra você e vai acabar morrendo, mesmo que tenha sido o cara que iniciou a agressão. Então, basicamente, o anarcocapitalismo é um coronelismo, no qual tem mais dinheiro que manda na parada, sendo o cara que pode iniciar a agressão contra qualquer pessoa e se ela não tiver um exercito particular maior do que o do agressor, o principio de “não agressão” não vale nada.

anarcocapitalismo_2

Tiram o estado e substituem por algo mais sem coração ainda que é o mercado

Em uma área anacocapitalista, a única coisa que importa é o dinheiro e nada mais. Verdade que o mercado é a maior fonte de bens e serviços, mas ele também vende pílulas de farinha e equipamentos que quebram logo depois que são comprados. Os libertários defendem a hipótese que se o mercado foi livre para fazer de tudo, a própria concorrência vai garantir a qualidade, pois se alguém tiver vendendo algo que não presta, as pessoas deixaram de comprar aquele produto e a empresa vai falir. Mas e a questão do cartel, com comerciantes fazendo alianças para vender coisas ruins a preços altos e assim as pessoas não tendo escolha? Bom, acontece que em um livre comércio, um cartel não consegue se sustentar, já que uma pessoa que aparece para praticar uma oferta melhor terá um lucro exorbitante, já que os consumidores deixaram de comprar dos membros do cartel e iram adquirir aquele produto do comerciante que está fora do esquema, ou pelo menos é isso que os anarcocapitalistas dizem, porém devemos lembrar que não existe policia e o principio de “não agressão” não funciona, então a pessoa que resolver não colaborar com o cartel, vai morrer na mesma hora.

Então, chegamos a uma conclusão?

Vejo que tem muita gente que usa à revolta que as pessoas têm pelo estado, para entregar algo pior. Muitos argumentos que defendem o anarcocapitalismo são simplesmente “Ei, o estado é ruim, apoie essa parada aqui”. O fato de o estado ser ruim, não quer dizer que qualquer outra coisa é melhor. Fiquei muito tempo tentando ser convencido, pois gostaria que houvesse um sistema de governo que não usasse a força para pegar o meu dinheiro para dar para drogados, mas não posso acreditar em fantasias.