E acabou. O maior evento esportivo do mundo teve seu final neste último domingo, 13 de julho. Felizmente para nós, brasileiros, a Argentina continua com duas Copas conquistadas – igualzinho ao Cafú, como a torcida tanto zombou nos estádios. Embora tenhamos presenciado duas catástrofes  – 10 gols – nos dois últimos jogos da seleção brasileira (contra Alemanha na semi-final e contra os Países Baixos na disputa pelo terceiro lugar), dá para falar que o resultado final é positivo para o futebol. Há muito tempo não tínhamos tanta empolgação assim. Mas… Acabou. Sendo assim, vamos elencar aqui quatro coisas que farão falta depois de domingo.

1) OEEEEEEEEEEEEAAAAAAAAAAAAAAAAA


copa

Unidos num só coração! OEEEEEEEEEEEAAAA… OEAAAAAA

Sabe quando o sino da igreja toca numa pequena cidade do interior? Pois é, nós tivemos nosso sino. No início parecia um grito estúpido – mas ele logo começou a cativar nossos corações. Como a transmissão e vinhetas são padronizadas pela FIFA, todas as transmissões tinham o maldito (bendido) OEEEEEEEEAAAAAAAAAAAAAA que anunciava o início ou o final de um jogo. Agora volta o tan tan taran da Globo como sempre. Triste.

2) As belgasbelga

Ah, as belgas. Acho que não precisamos dizer nada além da foto acima.

3) As zebraszebra

Não, não se trata de um artigo de Jogo do Bicho e Futebol, mas sobre aquelas seleções que de fininho deram mais graça à competição. Gana empatou com a Alemanha e a Argélia quase cometeu o crime nas oitavas de final. Mas, sem sombra de dúvidas, a Costa Rica (ou Costa Zika, como foi apelidada nas redes sociais) deixou sua marca e só saiu com sofrimento após os pênaltis.

4)  O nível técnico do futebol apresentado

Terça-feira temos a Série B voltando e Quarta-feira, por mais que o torcedor do São Paulo esteja empolgado com a primeira partida de Kaká, o jogo é contra a Chapecoense. Se você vibrou com prorrogações, dribles e golaços, volte à realidade nesta semana. Ouch, vai doer os olhos.