Voltei para mais outra sessão de recomendações. Como sempre, não esqueçam de recomendar podcasts e clicar nas imagens dos banners para serem direcionados para as páginas dos episódios.

Crazy Cast – 0012 – Casos de Família #BJARapazes

Podcast Crazycast

Eu gosto muito quando o pessoal do Crazycast faz esses podcasts mais descontraídos e esse em questão foi um deles. Os caras falam de problemas que eles tiveram com a família, desde de pai, ex-namorada e até padrasto. Eu não sei o que é mais engraçado, se é as história em si ou o modo que elas são contadas.

DANYCAST 121: Fakes da Música Pop!

Podcast danycast

Não costumo ouvir muitos podcasts musicais, sendo o Danicast é uma das poucas exceções que geralmente ouço quando estou fazendo uma atividade criativa. A Daniela Monteiro tem um excelente gosto para música e já me apresentou vários estilos que eu não conhecia, entretanto esse episódio foi um pouco diferente, com bandas que são uma farsa. Quer saber o que significa isso? Ouça o podcast.

Rádio CultCast 04 – Descobrindo o Brasil

Podcast Rádio CultCast

Quando a Gisa me chamou para gravar esse episódio, eu pensei que se tratava de um podcast histórico, mas não é esse o caso. O Brasil é um país lindo e variado, mas as pessoas não conhecem ele muito bem. Para isso, a Gisa chamou um pessoal que já morou em várias regiões do país com o objetivo de mostrar o que é o nosso país. Eu adorei participar e aposto que vocês vão gostar de ouvir também.

Pod-Anima 002: Hentai

Podcast Pod-Anima 002

Esse é um podcast novo, do pessoal do culturalizando, ex-internet discada, os mesmos caras do Rádio Gagá. Curto muito o jeito que esses caras conduzem o podcast e tive a honra de participar desse episódio sobre um tema que não é tão nobre: A arte japonesa do desenho pelado, conhecida também como hentai. Os caras pelo menos chamaram a maior autoridade viva no assunto, o Renan Miura, para descrever todas as perversões desse tipo de pornografia. É o primeiro podcast sobre o assunto que gasta mais tempo dando informação, no lugar de ficar condenando os tipos de tara que eles não gostam e mesmo assim não deixa de ser descontraído.