Ano 20XX. Um robozinho azul cansou de chutar a bunda de um doutor sobrancelhudo e resolveu sentar a porrada em alguns arruaceiros que provavelmente são o bando de meliantes mais esquisitos que ele já deve enfrentado até então. Com essa história totalmente sem sentido nenhum, o mais novo jogo, da empresa mais mercenária do mercado de videogames, surgiu e para o choque de todos: Ele é de graça. Não dá para saber que tipo de drogas tomou o mesmo departamento de Marketing que ganha dinheiro trazendo um jogo e no ano seguinte lançando o mesmo jogo com algumas poucos adições. Pasmem: Ele foi feito por fãs e no lugar de processar os criadores do jogo, assim como a Square fez com o remake de Chrono Trigger (malditos filhos da puta, não fazem a porra do remake e não deixam os fãs fazerem) ou a Sega que tentou impedir fangames de Streets of Rage e Sonic 2 HD, a Capcom acolheu o projeto como algo oficial. Não importa o que aconteceu, nós jogadores saímos ganhando, com um jogo de graça e com qualidade.

Street Fighter X Mega Man mega1

 

Mas o que diabos é “Street Fighter X Mega man”?

Um jogo de tiro 2d lateral e plataforma, assim como os outros da série Mega Man clássica, porém com uma mudança significativa: Os chefes são personagens do jogo Street Fighter. A Capcom já tinha feito vários encontros de suas franquias com outros universos como SNK, Marvel e Tatsunoko, mas eram quase todos jogos de luta. Dessa vez a putaria foi diferente.

Street Fighter X Mega Man mega2

 

A mistura de dois mundos

Foi feito um trabalho muito bom em mesclar os universos de Street Fighter e Mega Man. As fases usam temáticas dos chefes, desde dos cenários lembrando o país de cada lutador, porém pixelados para parecerem que estão rodando no “nintendinho”. Tem também as músicas temas dos chefes que agora viraram temas das fases, mas na versão 8 bits, para combinar com o estilo retrô de Mega Man. Os lutadores usam todos os seus movimentos, com direto a especiais que às vezes vem bem naquela hora que você está vencendo os filhos da puta por pouco. Trás de volta aquele sentimento nostálgico de sentar a bicuda na máquina no fliper só de raiva por perder para o Bison.

 

Street Fighter X Mega Man mega3

 

Lutadores para ninguém botar defeito … ou será que não?

Os desenvolvedores se preocuparam em trazer lutadores clássicos de vários jogos da série Street Fighter, como Rose da série Alpha, C. Viper de Street Fighter 4 e até o Rolento, que originalmente era um chefe da série Final Fight, apareceu em Street Fighter Alpha e agora está nesse jogo, também por tabela (o agente do Rolento deve ser bom, pois apesar dele ter esse nome escroto, o cara consegue um bocado de trabalho para um personagem que poderia estar morto). O problema disso é que personagens muito queridos como Sagat, E. Honda e Cammy ficaram de fora por falta de espaço.

 

Street Fighter X Mega Man mega4

 

Jogabilidade das antigas

O jogo usa poucos botões, porém consegue trazer uma vasta coleção de movimentos, desde dos já conhecidos tiros carregados, deslizamentos (dashs), mas também os poderes dos chefes. Sim, assim como nos outros jogos da série Mega Man, quando um chefe é derrotado, sua habilidade fica disponível para o robozinho azul. Essas habilidades são bem variadas e algumas exigem um pouco de estratégia como a melancia ganhada do Blanka que podem levar o “Mega Homí” a lugares mais altos (além do Blanka ser um monstro feio que representa o Brasil, ele ainda joga melancias nas pessoas), e o escudo de Urien que reflete golpes de energia.

 

Street Fighter X Mega Man mega5

 

Dificuldade a moda antiga sem save

Isso pode ser o maior problema do jogo: Ele não salva. Assim como muitos games do passado, esse é curto e um sistema de save poderia atrapalhar a dificuldade e o tempo de jogatina, já que se você souber o que fazer não vai demorar nem 2 horas para finalizá-lo. Até os jogos antigos da série como Mega Man 2 tinham um sistema para salvar o progresso, mas no lugar de armazenar arquivos de progresso dentro de um discos ou cartões de memória, códigos eram dados ao jogador e quando resgatados, eles entregavam o jogo do mesmo jeito que antes. Nesse game não temos nada disso, que em outras palavras quer dizer que não tem gameshark ou save state, nesse jogo você tem que ser HOMI, PORRA! Entretanto isso não foi um descuido, mas algo proposital. Descobrindo as fraquezas dos chefes e guardando os tanques de energia para o final, o jogo pode ser finalizado em uma sentada só, sendo pouco mais fácil que seus antecessores (Mega Man 9 e 10), mas até você descobrir como fazer isso vai demorar um pouco. Visando esse estilo antigo, os desenvolvedores fizeram um design de fases tão bom que mesmo depois de terminar o game, você pode querer continuar jogando feito um retardado, pois essas fases são desafiantes de modos diferentes e premiam jogadores de boa memória.

 

Street Fighter X Mega Man mega6

 

Mais um jogo nostálgico de Mega Man

Mega Man 9 foi uma surpresa, trazendo gráficos antigos e dificuldade absurda, mas quando veio o 10, já não era mais uma novidade. “Street Fighter X Megaman”, por mais legal que seja, não trás quase nenhuma mudança no estilo já desgastado da série, porém foi muito bem executado e merece ser jogado. É “de grátis”. Joga aê maluco.

__________________________
Atualização

Foi lançada uma atualização do jogo que melhora várias coisas:

– Vários bugs arrumados.

– Adiciona sistema de password.

– Adicionado chefe Sagat e uma fase nova para ele.

– Bison ficou mais difícil(ele era muito fácil).