Uns três anos atrás, a E3 tinha perdido forças. Parecia que o evento de pouco em pouco tinha deixado de ser relevante, já que anunciar um monte de coisas ao mesmo tempo não parecia ser um bom negócio para as empresas e isso gerava uma choradeira dos que não queriam aceitar essa realidade dizendo que todo ano todo mundo falava que a E3 daquele ano tinha sido a pior e realmente parecia que o evento estava indo em um rumo sem volta, até que os consoles de nova geração foram completamente anunciados e ver a disputa das empresas pelo dinheiro do nosso bolso voltou a ser emocionante.
Esse ano, coisas que achamos que nunca iriam acontecer, acabaram acontecendo e por esse motivo resolvi listar e comentar as coisas mais surpreendentes.

5 – Last Guardian

Já havia rumores que o jogo finalmente iria ser lançado, mas para um título que teoricamente seria um dos jogos de lançamento do Playstation 3, atrasado e sumido da E3 durante anos, finalmente o sucessor de Shadow of the Colossus vai ser lançado. O trailer apresentado mostrou que o jogo parece ser uma mistura dos títulos anteriores do Team Ico, com as criaturas grandiosas de Shadow of the Colossus e a cooperação com uma inteligência artificial de ICO.  Ainda temos que esperar até 2016 para ver se o jogo vai compensar toda essa espera.

4 – Hololens

A Microsoft conseguiu demonstrar ao vivo o Hololens, um projeto de realidade aumentada que montou um mapa de minecraft em uma mesa ao vivo na conferência. Ver que aquele projeto funciona tão bem é interessante, mas resta saber se não vai ser mais um acessório ignorado pelos jogadores como foi o Kinect.

xbox one retrocompatibilidade

3 – Retrocompatibilidade do Xbox One

A própria Microsoft já havia dito no lançamento do Xbox One que a retrocompatibilidade com o Xbox 360 era impossível. Bom, nessa E3 disseram que vai ser possível sim, embora não vá rodar todos os jogos (pelo menos não inicialmente). Ainda sim é uma boa notícia para quem quer entrar na nova geração, mas ainda não curtiu todos os jogos que queria da geração anterior.

2 – Final Fantasy VII Remake
O sétimo jogo da série principal Final Fantasy, é o mais aclamado. Quando chegou no primeiro playstation, mostrou para o mercado que o console da Sony era a verdadeira casa dos rpgs, pois possibilitava que os desenvolvedores entregassem um jogo longo, com diversos cenários diferentes e cenas não interativas que esbanjavam primor gráfico. Logo o jogo foi ficando datado e rumores de um remake existem desde do tempo do Playstation 2. Finalmente a Square decidiu que gosta de dinheiro e anunciou nessa E3 que o remake vai ser feito, para o delírio de diversos fãs que estavam assistindo a conferência da Sony ao vivo.

1 – Shenmue 3

Nos anos 90, a Sega estava mal das pernas. Fez um lançamento precipitado de seu console 128 bits, o que ocasionou em um preço alto no desenvolvimento de jogos. Em sua cartada final, ela tentou criar um exclusivo que viria a ser o jogo de maior orçamento feito até então, o Shenmue. Projeto foi audacioso e exigiria diversas continuações para que fosse terminado. Apesar de Shenmue vender bem para um título de Dreamcast, não foi o suficiente para salvar a Sega e alavancar as vendas do console e Shenmue 2  foi lançado apenas porque já estava em produção quando o primeiro saiu no mercado. A história do jogo ficou incompleta e parecia que nunca veríamos a continuação de uma das séries mais amadas da “empresa do Sonic”, até que do nada Yu Suzuki aparece na E3 pedindo dinheiro para o kickstarter de Shenmue 3. Não deu outra: em poucas horas a marca de 2 milhões de dólares foi arrecadada e o jogo realmente vai acontecer.

E você? Achou essa a E3 mais impressionante dos últimos tempos? Então deixe aí nos comentários a sua opinião.