Ahoy! Hoje falaremos de um estilo que nos inspira nos modos, nas histórias e no universo do site.
A palavra steam quer dizer vapor, proveniente da era vitoriana e do grande passo que deu a humanidade com sua revolução industrial e ser punk quer dizer ter uma mente que questiona a sociedade, com seus sistemas, seus preconceitos e suas crenças.
A palavra, porém, serve a um dos movimentos culturais diferenciados que mais cresce no Brasil: O steampunk.

Steampunk é considerado um subgênero da ficção científica, ou ficção especulativa, que ganhou fama no final dos anos 1980 e início dos anos 1990. São obras ambientadas no passado [chamada também de retrô], no qual os paradigmas tecnológicos modernos ocorreram mais cedo do que na História real, mas foram obtidos por meio da ciência já disponível naquela época – como, por exemplo, computadores de madeira e aviões movidos a vapor. É um estilo normalmente associado ao cyberpunk e, assim como este, tem uma base de fãs semelhante, mas distinta. Através de suas obras, Julio Verne é considerado o grande pai da literatura Steampunk e torna essa distinção mais forte com obras como Vinte Mil Léguas Submarinas, Viagem ao centro da terra, A volta ao mundo em oitenta dias.

Steampunk x Cyberpunk – Diferenças

Steampunk
-Era Vitoriana / Antiguidade
-Roupas inspiradas no passado
-Cores mais sóbreas e escuras
-Jóias
-Armas a vapor ou mecânicas diferenciadas.
-Entre outros

Cyberpunk
-Futurista
-Cores fortes, até mesmo uso de neon
-Roupa com detalhes e rasgos, acompanhando tubos, graxa, fios elétricos
-Armas futuristas, pesadas e até mesmo com laser.
-Entre outros

Mídias

Embora 2010 seja considerado o ano do Steampunk, essa mídia não é novidade. O gênero Steam há muito vem se popularizando e se mostra aos nossos olhos sem que talvez tenhamos conhecimento. Nos RPG’s (role playing game), por exemplo, temos Castelo Falkenstein que foi publicado em 1994 e é o título mais conhecido entre os amantes dos jogos, trazendo algumas inovações com cartas e diários. Nos cinemas, filmes como James West, o filme De Volta Para o Futuro III, nos games como Final Fantasy e em animes como Steamboy, Kuroshitsuji e Full Metal Alchmist.

Na moda e na música o estilo também tem ganhado cada vez mais fãs: roupas estilo vintage, objetos envelhecidos, saias rodadas, luvas de crochê, bijoux, chapéus com penas e espartilhos (esses um sucesso entre as garotas) ganham as ruas e trazem de volta a beleza da era vitoriana e século 19 que é a grande inspiração para o movimento. Os homens usam cartolas e ternos de vários formatos, coletes, suspensórios, e objetos envelhecidos como relógios de bolso e goggles (este também uma das peças mais marcantes da indumentária). Mas nem só de “modo inglês” vivem os steamers (como são denominados os amantes do movimento). Nos EUA e até mesmo Japão, outros movimentos como as Lolitas e os Western tomam gosto e produzem visuais arrojados. Em alguns eventos, os “SteamPlay” já dão suas caras em concursos e desfiles e mostram que com pouco recurso e muita imaginação pode-se fazer visuais incríveis. Fãs dos brechós, eles se denominam retrofuturistas, ou seja, misturam passado e futuro tanto no comportamento quanto no estilo.

A customização não só de roupas, mas de objetos é outra modalidade que tem ganhado fãs. De pequenas peças a decorações completas, Steamers reinventam os objetos de hoje, no ontem. Veja abaixo alguns exemplos interessantes tanto em termos de roupas como equipamentos, e também o steampunk na mídia:

Na música, a junção de vários instrumentos com toques burlescos, metal e até mesmo opera fazem o som steampunk. Amanda Palmer, Abney Park, Diablo Swing Orchestra, Beirut, Vermillion Lies, Stolen Babies estão entre os nomes mais famosos do cenário e valem uma conferida.

Abney Park – Music Video

A literatura também é um item em grande expansão e no Brasil alguns títulos já foram lançados pela Tarja Editorial, Jambo Editora, e em breve sabemos de uma coleção saída pela Editora Draco. Muitos escritores tem aderido a beleza do steampunk para tramas envolventes e divertidas.

Steampunk no Brasil

O Conselho Steampunk formado no Brasil nada mais é que um grupo de fãs do gênero que passou a movimento cultural e vem resgatar a história da cultura nacional e incentivar atividades e eventos culturais, produzindo material literário, ilustrações, jogos, reuniões e projetos de pesquisa. As lojas, como são denominadas, são montadas por estado e hoje já contam com mais de cinco espalhadas por todo território com sites hospedados pelo próprio conselho promovendo atividades diversas.

Para mais informações: http://www.steampunk.com.br

Se procura inspiração, deixo também meu Tumblr Steampunk.
http://ladycoyote.tumblr.com/


video steampunk da animação

The Mysterious Explorations of Jasper Morello

Curtiu? quer saber mais? comente e confira que em breve tem muito mais sobre Steampunk e Cyberpunk por aqui =]
Por Gisa aka Lady Coyote