Quem não se lembra do filme que alavancou a carreira do artista marcial Jackie Chan no Ocidente?

A Hora do Rush (Rush Hour no Original) agora se tornou série, produzida pela CBS, e sem nosso astro chinês no papel do Inspetor Lee e nem o caricato Chris Tucker no papel de James Carter. No lugar deles agora estrelam respectivamente Jon Foo (Tekken, Street Fight Legacy) e Justin Hires (21 Jump Street).

Rush_Hour_Comparacao

(A esquerda temos os protagonistas da série em comparação aos protagonistas dos filmes a direita)

O Piloto da série começa emulando muito do filme original de 1998, sendo praticamente um remake um pouco mais corrido do filme, para encaixar no tempo de um episódio de 43 minutos. Assim temos um início bem parecido, com o Inspetor Lee derrubando as operações de tráfico de drogas de um grupo criminoso conhecido como Quantou, enquanto que  no filme original Lee recupera artefatos históricos da China do grupo criminoso de Juntao. Existe até a cena em que Lee faz o icônico roubo de arma da mão do bandido, que no filme ele ensina para Carter.

E depois temos, assim como no filme original, o Detetive Carter entrando em problemas quando uma de suas investigações causa tumulto. Depois de apresentar os personagens que entramos mesmo no plot principal, quando estátuas históricas chinesas são enviadas para um Museu em Los Angeles e Lee manda sua irmã Kim (Jessika Van) com o grupo de Policiais para escolta-las, as estátuas são roubadas na chegada, ainda no aeroporto pelo grupo Quantou. Assim Lee e Carter se juntam para localizar as estátuas antes que o governo Chines pague o resgate por elas.

Justin Hires emula muito bem o esteriótipo de policial malandro negro de Chris Tucker, parecido com o que vemos também em filmes como Bad Boys, enquanto Jon Foo não chega nem perto de ter o mesmo grande carisma de Jackie Chan, mas não desaponta em seu papel de policial sério. A química entre os dois atores é boa e natural, sendo Lee sempre sério, calado, mas com algumas tiradas secas e pontuais, enquanto Carter não para de falar e sempre fazendo piada ou exagerando tudo.

rush_hour

As lutas não são muitas, mas não decepcionam, claro que não são tão bem trabalhadas como nos filmes, afinal temos menos tempo pra isso, mas são bem executadas, afinal Jon Foo é também um artista marcial e já foi duble.

Ao fim do piloto, Inspector Lee é integrado à polícia de Los Angeles como detetive com a intenção de investigar grupo criminoso Quantou que também ficou na cidade, como também (Spoiler Alert)

Clique aqui para ler o spoiler

se resolver com sua irmã que agora está com os malvados.

[collapse]

Este plot para o resto da série é muito parecido com o de Martial Law (No Brasil: Um Policial da Pesada), também produzida pela CBS, onde Sammo Hung, que interpreta Sammo Law, é enviado a Los Angeles para prender um grupo criminoso Chines e descobre que sua discípula, Pei Pei (Kelly Hu), estava com eles, além de se tornar parceiro de Terrel Parker (Arsenio Hall).

Martial Law

Elenco de Martial Law: Arsenio Hall, Sammo Hung, Gretchen Egolf e Kelly Hu

Com tudo isso que escrevi acima, tenho boas expectativas sobre a série, me diverti muito assistindo o piloto e continuarei assistindo, esperando que o publico lá nos EUA também curtam a série e não a deixem ser cancelada apenas com uma temporada.

Assim, recomendo que todos assistam a série, lembrando que apesar das comparações com o filme, a série tem menos tempo e recursos, fora que ela será procedural, então teremos por episódio um caso diferente envolvendo o grupo criminoso Quantou.

Informações gerais:

Título: Rush Hour
Episódios: 4 (até o momento)
Gênero: Policial, Comédia, Ação
Em exibição pela: CBS
Em exibição no Brasil pela: Warner Channel, Terça 21:40

Confira o Trailer da Série: