Muitos de vocês acompanham pelas redes sociais e matérias na televisão a febre dos livros de colorir. O que começou timidamente com O Jardim Secreto no início desse ano se multiplicou em dezenas de títulos de “arteterapia”.

650x375_jardim-secreto_1500587

Já eu acompanho isso por uma perspectiva diferente pois trabalho em uma livraria. Vocês não acreditam no nível em que os adultos chegam, só faltando bater nos livreiros, quando falta o carro chefe dos livros de colorir, ou uma caixinha de muitas cores da Faber Castell. Já atendi muitos telefonemas de gente alterada atrás do livro antiestresse, o que me faz pensar que tem muita gente que realmente precisa relaxar.

Mas o mais interessante ultimamente tem sido testemunhar vários leitores/intelectuais revoltados porque são os títulos de colorir que são os mais vendidos, deixando autores canônicos no chinelo. Nem só leitores, mas muitos autores, que às vezes não alcançam repercussão para fora de seu estado, difamando os tais livros só porque eles estão com destaque.

johanna-basford-reproducao-instagram_340741

A culpada, Johanna Basford, autora de O Jardim Secreto e Floresta Encantada.

Entendo que quem quer viver da escrita, e ser reconhecido por isso, se sinta “injustiçado”, e que leitores achem que os livros de colorir são uma bobagem, mas desde que eles cumpram o seu papel, eu, reles mortal e livreira, estou numa boa.

A repercussão deles parece ainda não ter fim. Até matéria de arteterapeuta afirmando que isso não é arteterapia já saiu. O que será que esses livros têm para que as pessoas reajam dessa forma?

Desde criança eu gosto de desenhar e pintar, acho uma atividade excelente, estimula a criatividade e me faz esquecer do mundo lá fora. Também gosto muito de ler e escrever, pelos mesmos motivos. E não me incomodo com a existência de livros de colorir, acho até uma boa para alavancar as vendas das editoras, e, consequentemente, livrarias.

Em contrapartida às críticas acima citadas, já ouvi de muitas pessoas que elas estão conseguindo relaxar com esses livros, que gostaram tanto que querem títulos diferentes, além de procurarem outros materiais de pintura para criar efeitos nos desenhos. Como essa atividade pode ser ruim, eu não sei. Quanto tempo vai durar? Acredito que não muito, moda é passageira. Mas que é interessante acompanhar os prós e contras, isso é, e muito.

E você, já comprou o seu livro de colorir para adultos antiestresse?

livros-de-colorir-para-adultos