O RPG que até hoje deixa os gamers de boca aberta faz 15 anos desde seu lançamento em 1995, nunca houve nenhum outro que o ultrapassasse. A equipe que desenvolveu o jogo na época foi apelidado de “Dream Team” (Time dos sonhos) que era compospo por Hironobu Sakabuchi, Yuji Horii, Akira Toriyama, Yasunori Matsuda e Masato Kato, alguns deles também foram responsavéis pelo sucesso de Final Fantasy e Dragon Quest.

Na história do jogo Crono é um jovem que vai a uma feira científica para conhecer o mais novo experimento de sua amiga Lucca, por acidente ele acaba caindo na máquina do tempo e vai parar no futuro, enquanto tenta achar um jeito de voltar para sua época Crono descobre que o futuro será destruído por um terrível demônio. Em diferentes épocas do jogo Crono conhece amigos que o ajudarão a salvar o mundo.

Com viagens no tempo, bugigangas tecnológicas, romance, muita ação e um herói pra la de aventureiro, o game foi desenvolvido de maneira que prende o jogador do começo ao fim. Uma das novidades que o jogo trouxe foi o sistema de batalhas duplas e triplas. Combinar poderes para ter diferentes técnicas ajudava muito contra os inimigos, além de ser muito legal.

Apesar da continuação Chrono Cross ter sucesso de crítica, o público jovem(nós) não o aceitou por não ter seu roteiro e character design feito por Akira Toriyama, um mangaka que ficou conhecido por ter criado Dragon Ball, sua melhor obra.

O “Dream Team” hoje está separado produzindo jogos em outras empresas, bom… o que resta para os fãs de Chrono Trigger é jogar a nova versão do jogo lançada para o Nindendo DS com uma nova tradução, cenas em anime que provavelmente foram retiradas da versão do Playstation e alguns extras, vida longa ao Chrono Trigger e a Akira Toriyama!