Não é novidade nenhuma que os MMORPG’s no passado dominavam a jogatina nos computadores pessoais, agora amargam um esquecimento até dos jogadores mais dedicados. Mas qual é a razão de tudo isso? Bom, eu acredito que seja um conjunto de fatores que tenham culminado na situação atual dos jogos de rpg sem limites de jogadores e venho por meio desse artigo sanar as dúvidas daqueles que buscam respostas para esse mistério.

Pague para vencer

Não existe um estilo de jogo mais massacrado por microtransações malfeitas que destroem a experiência de qualquer jogador. Imagino que os designers pensam com calma e analisam dados para que cada classe de personagem tenha atributos equivalentes umas com as outras, trazendo um equilíbrio, mas destroem tudo isso vendendo itens apelões, fazendo o jogador que se esforça não ser tão recompensado quanto aquele que investe um rio de dinheiro e obrigando os jogadores não pagantes, a pagarem, mesmo quando o mmorpg não oferece acesso gratuito.
mmorpg ragnarok-online hack

Ragnarok Online – Hackers por todos os lados.

Descaso com jogadores trapaceiros ou impossibilidade de acabar com os hacks

MMORPG’s antigos não conseguem inibir os hackers, talvez porque a forma que o jogos eram programados antigamente deixava tudo muito aberto a falhas e eu sinto que algumas empresas fazem pouco-caso das denúncias, não contratando pessoas o suficiente para apurar com rapidez os relatos de hacks. O problema disso é que o estilo de jogo se queima e o jogador se frustra quando descobre que mesmo mudando de jogo, o problema continua.

mmorpg world-of-warcraft

World of Warcraft – Mesmo com atualizações constantes, não para de perder jogadores

Falta de novidades

A repetição da mesma tarefa até o infinito não é mais tolerável atualmente, com tantas opções que se tem no mercado. Quanto mais o tempo passa, mais a experiência em jogos busca frustrar menos e trazer constantes novidades durante o gameplay. São poucos que ainda querem ficar um mês inteiro jogando para conseguir passar apenas um nível. Mesmo que MMORPG’s, como World of Warcraft, tente variar com missões diferentes, eles estão indo contra a tendência atual, com poucas recompensas a longo prazo e exigindo uma dedicação imensa para conseguir aproveitar o jogo em sua totalidade.

MOBA’s

Apesar de ser um estilo de jogo que exija dedicação do jogador, nos MOBA’s, VOCÊ que fica melhor no lugar de um personagem, pois em toda partida os heróis iniciam no primeiro nível, não sendo obrigatório que os jogadores joguem todo santo dia, já que a habilidade de quem está no comando do personagem que vai fazer a diferença e toda a experiência que o jogo pode proporcionar, é possivel ser experimentada logo de cara, não sendo necessário upar personagem até o level 99 para só depois conseguir participar de batalhas entre os jogadores. Justamente pelo estilo valorizar a habilidade das pessoas e não ser obrigatório se dedicar durante horas, aquilo acaba sendo muito mais viciante e divertido. Os itens vendidos nos MOBA’s mais conhecidos, são apenas cosméticos, isto é, só mudam a aparência do herói e justamente por não serem obrigatórios, muita gente gasta rios de dinheiro neles apenas para serem diferentes dos plebeus que não tem grana. Lógico que o estilo MOBA também tem os seus problemas, mas em outra oportunidade eu falo deles.

mmorpg ragnarok 2

Ragnarok 2 – Segunda versão feita depois que a primeira não deu certo, também não consegue sucesso

Conclusão

Parece que as produtoras dos MMORPG’s durante muito tempo estagnaram suas fórmulas, não trazendo novidades e não correndo atrás de consertar problemas e acabaram se lascando. Ragnarok 2, por exemplo, foi desenvolvido duas vezes e a segunda versão do jogo vai ter ou já teve seus servidores fechados na Coréia. Não acho que um dia eles vão sumir, mas se não melhorem muito, vão acabar sendo jogos de nicho (ou já são).

There are no comments

Entre na conversa, deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *